Dicas para o motociclista no trânsito

Olá motociclista, hoje a nossa dica é para você! Boa parte dos acidentes pode ser evitada se o condutor estiver preparado e atento aos possíveis imprevistos no trânsito. Aqui vão algumas dicas de segurança para que você curta a sua motocicleta sem perigo!

Use sempre os equipamentos de proteção

É importante sempre utilizar o capacete! Sem ele o motociclista pode receber multas, além de deixar vulnerável a região craniana, o rosto e o maxilar em caso de queda. Estes equipamentos precisam ainda estar dentro da validade e ter o selo do Inmetro, pois essa certificação garante a sua eficácia nos choques mais bruscos. Além disso, é recomendável usar calça e jaqueta resistentes, calçados reforçados e luvas, preferencialmente de couro.

Pode não parecer, mas estes objetos podem ajudar a proteger o condutor em caso de acidente, além de proporcionar um passeio mais agradável.

Sempre sinalize

Usar pisca-pisca é essencial para a segurança do condutor e para outros veículos e pedestres. Utilize sempre que necessário, seja para uma simples mudança de faixa, para entrar em uma via ou fazer uma conversão. Do mesmo modo que você deve se acostumar a usá-lo com frequência, deve habituar-se a desligá-lo.

Respeitar a sinalização

Os motociclistas devem obedecer às mesmas leis de trânsito que todos os outros veículos automotores, ou seja, parar quando o semáforo estiver vermelho, obedecer às placas de “pare”, observar as preferências e outras sinalizações. Se infringir a sinalização, poderá ser multado, além de colocar a sua segurança e a de outras pessoas em risco.

Distância segura

A distância é responsável por salvar vidas e prevenir graves acidentes. Se você está “colado” em um veículo e ele freia diante de um obstáculo ou imprevisto, o motociclista corre o risco de, mesmo freando, chocar-se com ele. Esse risco aumenta ainda mais em altas velocidades. Portanto, quanto maior for à velocidade, maior deve ser a distância do veículo à frente.

Moto em dia

Para que a direção da moto seja feita em segurança, é preciso conferir a calibragem dos pneus, se a corrente de relação está apertada ou frouxa demais e se o sistema elétrico, os freios e o combustível estão em perfeitas condições.

Seguindo essas dicas de maneira consciente e responsável, além de garantir mais segurança a sua vida, você evita colocar a vida de outras pessoas em risco. Tenha mais amor à vida e procure ter o dobro de atenção e paciência.

Artigos Relacionados: